Como aplicativos podem aumentar a recorrência dos seus serviços

Se você ainda não reparou no quanto a tecnologia facilita nossa vida de maneira imediata, vai aí um desafio da vida moderna: tente pedir um táxi através do número de telefone da central ou do ponto mais próximo da sua casa.

Na hipótese de que isso ainda exista… é muito pouco utilizado, frente ao que era dez anos atrás. O hábito de pedir algo por telefone tornou-se obsoleto porque, com o avanço tecnológico, começamos a fazer essas solicitações através de sites e, mais recentemente, de aplicativos.

E são os aplicativos que podem aumentar a recorrência dos seus serviços, quando ofertados virtualmente, por uma série de motivos.

Push notifications

Uma dela são as “push notification”, que é uma notificação feita na tela do smartphone (ou computador, em alguns casos) mesmo quando o usuário não está utilizano o aplicativo naquele momento.

Para entender melhor, imagine o Uber: você abre o celular, vai até sua pasta de aplicativos, clica no logo do Uber. Ele abre uma tela mostrando que já sabe onde você está (uma vez que tem acesso ao seu GPS do próprio smartphone) e você consegue pedir um carro em, basicamente, dois cliques: no tipo de carro que quer e na confirmação do pedido. Logo, seu transporte estará a postos para a viagem.

Antes disso, você precisou fazer um cadastro no aplicativo , também com poucos cliques. Isso mostra que ele é rápido e te dá uma resposta igualmente ágil e satisfatória para a necessidade que tinha quando acessou o aplicativo.

A vantagem do push notification também pode ser vista, por exemplo, na relação entre o WhatsApp e o e-mail: ainda que o e-mail seja massivamente utilizado mundo afora, é muito mais rápido ler uma mensagem que chega no seu WhatsApp do que acessar a tela inicial do seu e-mail.

Uma coisa está longe de substituir a outra, mas talvez a agilidade da informação seja o que deixa em polvorosa uma nação onde o WhatsApp é cortado por algumas horas enquanto poucas pessoas saibam, de fato, se um problema na caixa de e-mail é um problema do servidor de e-mail ou da conexão com a internet.

Esse exemplo ilustra como nossa percepção com os serviços prestados de maneira virtual tende a ser mais preocupada com aquilo que nos dá respostas rápidas a nossas necessidades imediatas.

Serviços que pretendem ganhar recorrência devem ter em mente esse dinamismo, que atualmente é mais visto em aplicativos do que em sites.

Aplicativos x Sites

Segundo nos mostra o Uber, o iFood e outros aplicativos de solicitações, hoje o aplicativo é a forma mais rápida de se contratar um serviço.

Como está pré-instalado e se utiliza de informações que você já deu, como sua localização ou seu número de cartão de crédito, um aplicativo faz a transação do pedido mais rápido do que um site poderia fazer.

Mesmo porque, no site, o usuário precisa esperar o site carregar e, dependendo da requisição, ele tem de clicar várias vezes ao longo da tela para conseguir finalizar seu pedido. Esse modo ainda funciona, claro, mas é inegável que um aplicativo gera um engajamento bem maior.

Inclusive, a grande razão pela qual grandes aplicativos, como Uber e Snapchat, não querem migrar de app para site é porque a versão em aplicação permite uma experiência mais simples, com passos mais curtos e resultado mais rápido de interação.

Imagine abrir o computador, digitar o endereço do Uber, esperar o site carregar, fazer login, aguardar enquanto ele carrega suas informações de localização (depois de pedir autorização pra isso) e, ainda, ter que colocar sua forma de pagamento manualmente dentro da plataforma. Até completar todas essas tarefas, você provavelmente já foi para a rua e deu sinal para um táxi.

É em exemplos como esse que vemos que não faz, mesmo, sentido algum ofertar alguns serviços apenas pelo site, quando na verdade o site não precisaria nem existir em alguns dos casos.

Considerações finais

Os aplicativos formam hábitos através de experiências de usuários bem simplificadas. Serviços que querem ganhar na recorrência devem criar esse hábito de solicitação em cada um de seus usuários.

Para que eles comprem a ideia o aplicativo deve ser simples, rápido e intuitivo, com tudo isso sendo sentido ao contratar o serviço que ele oferece.

Por ser um processo tão simples solicitar um serviço por aplicativo, essa “tarefa” acaba entrando no nosso dia a dia, nos fazendo esquecer facilmente como era o tempo em que pegávamos o telefone para pedir um táxi, um lanche ou até mesmo um motoboy.

Contudo, “Aplicativos x Sites” ainda não é uma batalha épica: há espaço para os dois, e o que vai definir o melhor caminho para sua empresa é o bom senso e o estudo das duas plataformas.

Se quiser entender mais sobre como os aplicativos podem aumentar a recorrência dos seus serviços, fale com a X-Apps. Temos soluções que podem transformar sua ideia no próximo app de sucesso.

Deixe uma resposta

Fechar Menu
Close Panel