Como funciona a linguagem PHP?

Quando o PHP surgiu?

No ano de 1994, o programador Rasmus Lerdorf criou a linguagem de programação com a finalidade de inspecionar os acessos ao seu currículo na internet e com o tempo atribuições foram feitas a ferramenta, havendo evoluções, como exemplo, a implementação em C, o que promovia o desenvolvimento de web sites dinâmicos, motivando a criação de Rasmus.

Em seguida, a versão de PHP/FI (Personal Home Pages/ Forms Interpreter) foi disponibilizada na web, em 1995 para que outras pessoas pudessem se beneficiar, oferecendo a correção de bugs e compatível aos diversos servidores de forma Open Source (Código aberto) . Simples para um iniciante e completa para um programador profissional, esta é uma definição para ferramenta que oferece uma linguagem comum e diversos recursos. 

Como funciona a linguagem PHP?

Restrições ou diretrizes, não são os principais comandos no PHP, uma ferramenta que permite a criação de sites web e a interação com o usuário por relatórios. A princípio, o PHP é uma linguagem livre, sem taxas e custos na instalação de sistemas operacionais, possibilitando a interação por meio de dados e aplicações presentes no servidor.  .

A linguagem de scripts também é usada em união com o HTML, a linguagem marcação utilizada na construção de páginas Web. No momento em que o usuário deseja acessar um site, o código PHP é executado e, gera um o código HTML que irá enviar como resposta ao usuário a página carregada.

Ou seja, o PHP processas essas informações e devolve ao navegador do usuário o resultado da interpretação, que por sua vez é visto em formato HTML

Instalar o interpretador da linguagem, um servidor web e o banco de dados, é o primeiro passo para ser inserido nesta programação com amplas funcionalidades, a qual presta suporte com a utilização de protocolos e importação de dados complexos, manuseado pelo WDDX, uma combinação de importação neutra para diferentes ambientes virtuais. Ainda sobre comunicação entre mecanismos de dados, o PHP é uma linguagem de domínio específica com o objetivo de implementar soluções rápidas, simples e eficientes.

Embora seja uma ferramenta lançada a alguns anos, o PHP fez parte de umas das principais construções da internet: o Facebook. 

O intuito dos engenheiros do Facebook é fazer com que o PHP atue cada vez mais rápido para acompanhar a demanda de usuários. Com a colaboração do HipHop Compiler, o compilador programado para traduzir o código PHP, tem o propósito de executar um maior desempenho em sua base de dados.

Além de ser uma plataforma familiarizada com o Facebook, o PHP faz parte da combinação LAMP: Linux, Apache, MariaDB ou MySQL e PHP ou Python, uma proposta de softwares livres e de código aberto. 

Evolução do PHP

Atualmente, a sigla PHP tem o significado de Hipertext Processor, com capacidade de suportar um grande número de servidores, protocolos e se adequa em diferentes sistemas operacionais. Tendo em vista as mais diversas funcionalidades, sendo elas:

  • Sites dinâmicos
  • Aplicações para Internet
  • Plugins para WordPress
  • Sistemas para Web

Como um sistema fácil de aprender, foi preciso o upgrade desde a primeira versão. Hoje, é utilizada a versão PHP 5, mas suas principais vantagens em alto desempenho, código aberto, multiplataforma e a compatibilidade com banco de dados permanecem empregues. Afinal, a linguagem pode ser usada basicamente em qualquer atividade a ser desenvolvidada na internet.

Conclusão

O PHP é uma das linguagens mais intuitivas que existem. Pode ser usada por programadores experientes ou até mesmo iniciantes, aqueles que estão entrando no universo profissional. Faça o mesmo, conheça as tecnologias e trabalhos desenvolvidos pela X-Apps e transforme a experiência do seu público.

Deixe uma resposta

Fechar Menu
Close Panel