Scrum e Metodologias Ágeis aplicadas ao TI

Se você é leitor assíduo do blog da X-Apps, já percebeu que falar de metodologias ágeis é uma constante em nosso conteúdo. Isso tem uma razão de ser: acreditamos que, hoje, seja impossível entregar bons aplicativos sem levar em consideração suas etapas de desenvolvimento e unir times inteiros em prol do bom resultado.

São muitas as pressões mercadológicas por inovação, qualidade e rapidez, tudo ao mesmo tempo, e isso significa, invariavelmente, a dedicação de mais esforços em prazos cada vez mais apertados. É por isso que as metodologias ágeis têm esse nome: elas se propõe a entregar resultados valorosos em curtos espaços de tempo.

Nesse quesito, o Scrum é um dos principais nomes da metodologia ágil da atualidade. Com uma rotina diária de alinhamentos e a possibilidade de consertar algum erro antes mesmo que ele seja cometido, o Scrum responde ao Manifesto Ágil, que estabelece os 12 passos para desenvolvimento de softwares de maneira completa e assertiva.

Resumindo, as metodologias ágeis são formas de gestão de projetos que vem mudando a área de desenvolvimento para melhor, criando ambientes organizados de trabalho e permitindo boas entregas em prazos menores. E, na TI, o Scrum é um dos nomes que auxilia equipes na habilidade de responder rapidamente às mudanças, adaptar-se para novas realidades e estruturar as etapas de um trabalho de forma progressiva.

Como funciona o Scrum?

Como dissemos anteriormente, o Scrum é um dos muitos nomes dentro da área de metodologias ágeis e, por isso, tem seu próprio fundamento e forma de ser aplicado. Falamos, basicamente, de um framework estrutural que é dividido em etapas interativas e incrementais de trabalho.

Baseado em experiências prévias, o Scrum permite o aperfeiçoamento das etapas de produção de um software e já mostra os possíveis riscos e gargalos de um projeto, ainda que ele não tenha sequer começado. Para que o método seja assertivo é preciso direcionar bem o escopo do produto de software e defini-lo de antemão no que diz respeito a seus requisitos primordiais.

Em outras palavras, é preciso que toda a equipe envolvida no desenvolvimento do software saiba para que ele serve e como precisa funcionar, pois isso pode mostrar adaptações necessárias do produto final enquanto ele ainda é feito. Assim, nenhum detalhe importante fica para ser discutido depois que o aplicativo está inteiramente pronto.

Para isso, o Scrum sugere a criação de ciclos chamados de Sprints, que podem ser semanais, quinzenais ou mensais, dependendo do escopo e das necessidades de cada projeto. Essas Sprints nada mais são do que etapas bem definidas onde fica claro o que é preciso ser entregue de cada parte do projeto, quando e a quem, para que a engrenagem tenha peças específicas a quem se reportar quando surge algum problema, dúvida ou sugestão de mudança.

As delegações de novas tarefas ou mudanças é feita pelo Scrum Master que, nesse contexto, pode receber uma “titulação” equivalente ao gerente de projetos.

Ao final de cada Sprint, os times se unem para falar muito rapidamente – não mais do que cinco minutos por time – sobre os progressos e gargalos e onde estão os desafios da próxima etapa. Assim, nada fica “no ar”: todas as partes do projeto têm um direcionamento muito claro que precisa ser respeitado para que o uso da metodologia ágil faça sentido.

Metodologias ágeis aplicadas em TI

Ainda que muitas empresas precisem se apoiar em metodologias ágeis para lançar melhor seus produtos, ainda não há consenso sobre a excelência dessa solução na área de TI.

O site da IBM, uma das maiores empresas de TI do mundo, aponta que só 32% dos projetos entregues na área são, realmente, considerados de sucesso – enquanto 24% são um desperdício completo de dinheiro e energia.

Isso mostra o quanto é necessário estudar metodologias ágeis – e, no caso do nosso objeto do papo, o Scrum – para aplicar na rotina de uma empresa de desenvolvimento de software. E, se cases de sucesso são imprescindíveis nessa etapa, veja três gigantes que usam o Scrum para entregar resultados de valor todos os dias:

  1. Yahoo

O Yahoo utiliza o Scrum no intuito de diminuir o tempo gasto em desenvolvimento de softwares ao mesmo tempo em que precisa lidar com muitas pessoas trabalhando em equipes enormes.

Nesse caso, o Scrum ajuda toda essa gente a criar e testar produtos enquanto são desenvolvidos, impulsionando os resultados de seus lançamentos.

  1. Locaweb

A empresa brasileira que atende pelo título de uma das maiores de hospedagem da América Latina utiliza o Scrum como uma de suas principais metodologias ágeis, rotina implantada na corporação desde 2006.

Uma das principais preocupações da Locaweb é treinar os membros da equipe para que eles estejam 100% a par das etapas metodológicas aplicadas no contexto de negócios.

  1. Google

Por fim, mas não menos importante, o Google também utiliza Scrum em vários setores da empresa, justamente para criar e testar ao mesmo tempo, resolvendo problemas de software antes que eles cheguem ao consumidor final.

Um dos projetos internos que foram feitos dentro da metodologia Scrum foi o desenvolvimento do Adwords, um dos maiores e mais lucrativos produtos da empresa.

A X-Apps também utiliza o Scrum para entregar resultados de valor no menor tempo possível e quer saber de você: sua empresa também tira proveito das metodologias ágeis para melhorar suas etapas de desenvolvimento?

Fechar Menu
Close Panel